Katayama Alimentos - A hora e a vez do e-commerce de alimentos

A hora e a vez do e-commerce de alimentos

04/11/2021

Katayama Alimentos fecha parceria com startups colombianas que comercializam alimentos pela Internet tendo como público-alvo o consumidor final e o mercado B2B


Dentro das inúmeras mudanças, adaptações e transformações que a pandemia do Coronavírus impôs à sociedade como um todo, está o avançado desenvolvimento da estratégia comercial de vendas on-line. Em tempos de crise sanitária e econômica, o varejo alimentar teve que se reinventar e incrementar as vendas pela Internet para vencer os desafios que foram se apresentando dentro desta nova realidade.


Pode-se dizer que o consumidor se adaptou rapidamente aos atuais protocolos, e que a necessidade e a demanda pela conveniência oferecidas pelo e-commerce, cresceram muito nos últimos meses. Com o aumento das vendas, as inovações dos canais digitais permitiram novas experiências de compras que têm sido incorporadas ao comportamento de consumo.


De acordo com informações do site Mercado e Consumo, com base na pesquisa “Supermercado e Hábitos de Compras” realizada pela unidade de pesquisa da área de publicidade do UOL e divulgada em junho deste ano, os gastos com compras de supermercados pela internet aumentaram 57% na pandemia e 59% dos consumidores brasileiros têm a intenção de continuar fazendo compras de mercado on-line depois que a pandemia chegar ao fim.


O levantamento também mostrou que os principais diferenciais do varejo digital, atualmente, estão mais ligados às questões de entrega e ao tempo que o cliente recebe o produto, do que como ele efetivamente compra. Um estudo do site Reclame Aqui, realizado em março deste ano, mostrou que 51,2% dos consumidores não se importariam em pagar mais caro por um produto, desde que tivessem uma experiência de compra melhor com a marca.


Gilson Katayama, Diretor Comercial do Grupo Katayama, lembra que esse tipo de estratégia comercial (venda on-line) já era uma tendência de mercado, que foi potencializada com a pandemia. “Hoje as vendas via delivery tomaram uma proporção enorme. Já não basta ter um e-commerce ativo, é preciso que o produto ofertado esteja disponível e chegue o mais rápido possível até o comprador ou consumidor. Estamos sempre em busca de parceiros que exijam qualidade nos produtos e estejam alinhados ao nosso perfil. Daí veio nosso interesse em estabelecer parcerias comerciais com startups de sucesso, que atuam com vendas on-line de alimentos, como no caso da Frubana e Merqueo, ambas colombianas e com atuação no Brasil”.


Comércio de ovos pelos canais digitais

O objetivo da Katayama Alimentos ao ingressar no e-commerce é pulverizar suas vendas, alcançando clientes não atendidos diretamente e que exigiriam uma logística diferenciada, sobretudo no caso de restaurantes, padarias, pequenos hortifrútis, indústrias de menor porte, entre outros. A parceria com a Frubana atenderá justamente essa demanda, pois a startup conecta produtores da indústria alimentícia com estes estabelecimentos por meio de plataforma B2B que funciona como um atacado virtual.


“Estamos muito satisfeitos com a parceria firmada com a Katayama Alimentos, que nos entrega produtos com qualidade e segurança garantidas, e nos traz bons resultados financeiros”, afirma Victor Lopes, Category Manager da Frubana. Ele acrescenta que a negociação direta com a indústria avícola proporciona uma redução de desperdício da cadeia de distribuição de 30 a 40% para índices inferiores a 5%. Com essa proposta, a Frubana já formou uma carteira com centenas de fornecedores e dezenas de milhares de clientes ativos. O maior desafio é conseguir escalar as operações em volume e manter a qualidade do serviço em um mercado bastante pulverizado.


Já o Merqueo é o maior supermercado 100% on-line da América Latina. “Reunimos em um só local tudo o que o consumidor precisa para abastecer sua casa. Nosso objetivo é democratizar a experiência de compras on-line ao público brasileiro, proporcionando variedade de produtos, bom preço e conveniência. Daí o casamento perfeito com a Katayama Alimentos, referência na produção de ovos no Brasil”, destaca Giselle Tachinardi, Diretora de Crescimento e Marketing do Merqueo no Brasil.


A executiva cita a recente pesquisa “Consumo On-line” da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), que revelou que, nos últimos 12 meses, 30,3% das pessoas fizeram supermercado pelo celular ou computador, frente a 9,2% da amostragem de 2019.



Sobre a Frubana

Fundada em 2018, a startup colombiana Frubana nasceu com o plano de reduzir os intermediários na cadeia de abastecimento de restaurantes e transformadores de alimentos. Atua no segmento de food service, conectando os produtores da indústria alimentícia com os estabelecimentos transformadores de alimentos (como restaurantes, padarias, pizzarias, bares, etc.). Para esses estabelecimentos, a plataforma funciona como um marketplace B2B ou atacado virtual, acessado via site ou aplicativo.

Comercializa mais de 700 itens dentro de oito categorias de produtos: frutas e verduras; mercearia; laticínios e ovos; bebidas; proteínas; produtos de limpeza e higiene; descartáveis; e produtos congelados. A empresa atua na Colômbia, México e Brasil (Grande São Paulo e Belo Horizonte), e negocia com grandes empresas e marcas de alimentação até pequenos produtores.

Na Grande São Paulo, a Frubana trabalha com diversos galpões que funcionam 24 horas por dia, voltados aos processos de avaliação de qualidade dos produtos recebidos, acondicionamento, particionamento, despacho e transporte.


Sobre o Merqueo

Merqueo, líder latinoamericano de varejo e maior supermercado 100% online da América Latina, oferece o serviço de entrega direta de supermercado a partir de 15 minutos, graças a seu serviço ULTRA; entrega Express, a partir de 60 minutos, ou em modo programado de acordo com a disponibilidade do cliente, por meio da mais robusta cadeia de dark stores e dark warehouses da região, localizadas estrategicamente em cada cidade onde opera. Merqueo foi criado com o objetivo de levar tecnologia a todas as pessoas, possibilitando economia de dinheiro e tempo. Entre os seus serviços, dispõe também de uma linha exclusiva de marketplace para produtos especializados de supermercado. Foi fundado em 2017 pelo colombiano Miguel McAllister. Tem atualmente operações no México, Colômbia e Brasil. Seu modelo de negócios permitiu à empresa ser líder na categoria e preferida por seus usuários graças à entrega direta e a métodos de pagamento personalizados.

Acompanhe nosso instagram @katayamaalimentos

Clicando em "Aceito", você concorda com o armazenamento de cookies no seu dispositivo, com eles melhoramos a navegação e uso do site além de sermos mais assertivos com o marketing. Consulte nossa Política de Cookies.